O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), rechaçou, durante entrevista nesta terça-feira (23), o nome do ex-juiz federal Sérgio Moro como opção de terceira via para o país na corrida presidencial de 2022.

Segundo João, o nome de Moro é um equívoco no atual cenário, visto que ele negou a política usando sua estrutura como juiz, à época, para interferir diretamente no pleito de 2018 e, meses depois aceitou o cargo de ministro no governo contemplado pelas suas medidas como juiz.

 

“Eu achei um equívoco, completamente, um homem que negou a política, que utilizou da sua estrutura enquanto juiz para interferir diretamente no processo eleitoral da presidência da República, e que depois porque não deu certo os seus projetos agora se volta contra o criador que o levou para o ministério, realmente se demostra que ali está única e exclusivamente um projeto pessoal sendo colocado para população brasileira”, opinou.
Moro, que nunca exerceu cargo eletivo, recentemente se filiou ao Podemos e tenta se consolidar como terceira via para quebrar a polarização entre Lula (PT) e Bolsonaro (sem partido)

PB Agora