Paraíba alerta profissionais de Saúde sobre casos de “coceira misteriosa” em PE

A Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES-PB) emitiu uma nota técnica, nesta quarta-feira (24), orientando os profissionais que atendem na rede estadual a notificarem casos de lesões na pele que causam coceira. O motivo do alerta são surtos notificados em cidades da Grande Recife, como Paulista e Camaragibe.

No dia 19 de novembro, o governo do estado de Pernambuco também emitiu uma nota técnica recomendando a notificação emergencial de casos suspeitos. A prefeitura do Recife expediu um alerta epidemiológico em 17 de novembro, desde então, os casos são tratados como surto de lesões cutâneas. Segundo a prefeitura do Recife, essa nomenclatura foi adotada por conta do número de registros em série, em um espaço de tempo”.

De acordo com a nota técnica da Secretaria de Saúde da Paraíba, até então foram notificados em 233 casos no estado vizinho. A faixa etária mais frequente é de crianças, mas há registro de lesões entre adultos também. O período de início dos sintomas variou entre os dias 11 de outubro e 11 de novembro.

A SES-PB orientou que a definição de caso suspeito é o indivíduo que, independentemente da idade, apareça com quadro de lesão cutânea e de prurido, acompanhado ou não de lesões na mucosa orofaríngea ou dor de garganta ou diarreia ou febre ou outro sintoma a partir de 01 de novembro de 2021.

A pasta recomendou ainda aos profissionais da Saúde a notificação imediata (em até 24 horas a partir da suspeita inicial) de todos os casos suspeitos à Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba, por meio do preenchimento do formulário eletrônico: https://forms.gle/Sz8ajUMj1fdtTBdx9.