PC descobre que carro usado em homicídio de vigilante estava à venda em concessionária em CG

A Polícia Civil da Paraíba, por meio do Grupo Tático Especial (GTE) sediado em Picuí (PB), apreendeu na última terça-feira, 23 de novembro, o veículo utilizado no assassinato do vigilante Ricardo Inácio da Silva, ocorrido no dia 27 de julho deste ano, em Picuí. O carro estava à venda em uma concessionária localizada em Campina Grande.

A apreensão faz parte das investigações sobre o crime, cujos indícios apontam a ex-companheira da vítima e o atual namorado dela envolvidos no homicídio. De acordo com os levantamentos, o veículo foi negociado com a loja três dias após o assassinato de Ricardo.

“A ideia era se livrar do carro e, assim, dificultar as investigações. Mas nossas equipes já estavam com informações bem aprofundadas e conseguiram apreender o veículo antes que ele saísse da concessionária”, disse o delegado seccional Iasley Almeida.

As investigações sobre esse crime estão em pleno andamento, no sentido de identificar e prender outras pessoas envolvidas no caso.

As prisões

No dia 28 de outubro, a Polícia Civil prendeu a ex-companheira de Ricardo Inácio e o atual namorado dela, pelo envolvimento no crime. As suspeitas são de que o casal queria ficar com os bens da empresa de vigilância que pertencia a Ricardo. Eles foram presos no município de Umbuzeiro. Um terceiro suspeito foi preso em Campina Grande.

Da Redação