O governador João Azevêdo realizou uma visita técnica, nesta sexta-feira (26), em Monteiro, no Cariri paraibano, à estação de tratamento do Sistema Rigideira, que compõe o sistema de abastecimento de água do município, dentro do Projeto de Integração do Rio São Francisco. O projeto piloto já beneficia 876 famílias, e passará a contemplar 1,2 mil famílias após sua conclusão prevista para março de 2022.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual destacou a necessidade de as famílias serem abastecidas. “Isso ocorrerá captando a água do próprio canal ou por poços, se não for possível. Esse projeto que estamos visitando foi desenvolvido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e passou a execução para o Estado, tanto no eixo norte quanto aqui no eixo leste”, afirmou.

“O eixo norte já está totalmente concluído, com as famílias sendo beneficiadas. Aqui, no eixo leste, serão beneficiadas mais de mil famílias rapidamente, considerando que esse projeto ficará pronto em março do próximo ano”, acrescentou João Azevêdo.

Ao todo, estão sendo investidos mais de R$ 20,2 milhões, sendo R$ 2 milhões oriundos do Tesouro estadual como contrapartida da obra que é realizada em parceria com o Governo Federal.

Logo em seguida, o governador João Azevêdo foi até o subsistema Mulungu, onde conheceu o drama da aposentada Maria das Neves, de 75 anos, dos quais 50 enfrentando a escassez de água. “Com essa notícia da chegada da água, fiquei muito feliz. Vou ter um final de vida com mais conforto”, disse.

Acompanharam a agenda, a prefeita de Monteiro, Anna Lorena, os auxiliares Deusdete Queiroga (Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente), Aristeu Chaves (Procase) e Ronaldo Guerra (chefia do Gabinete do Governador).

 

Da Redação / com Emmanuela Leite