O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o Brasil tem condições de oferecer atendimento à população no caso de a nova variante do coronavírus entrar no país. “Nosso país está preparado”, disse o chefe da pasta, em live no Instagram, no fim da manhã deste domingo (28).

Segundo Queiroga, o país conta hoje com 42 mil leitos disponíveis nos hospitais. Ele também falou que as salas de vacina do país têm imunizantes suficientes para “todos os brasileiros aptos a tomarem as vacinas”.

“Gostaria de tranquilizar os brasileiros porque os cuidados com essa variante são os mesmos cuidados com as outras variantes. E a principal arma que nos temos para enfrentar essas situações é a nossa campanha de imunização. Nesse particular, o Brasil, como vocês sabem, vai muito bem”, afirmou.

Queiroga disse que o Ministério da Saúde já distribuiu 372 milhões de doses de vacinas, sendo que 308 milhões já foram aplicadas. “Mais de 178 milhões de habitantes já tomaram uma ou mais doses da vacina.”

A OMS (Organização Mundial da Saúde) classificou como ‘preocupante’ a variante B.1.1.529 do coronavírus causador da Covid-19 e vai chamá-la de Ômicron, informou o órgão após uma reunião do Grupo Consultivo Técnico sobre o Vírus SARS-CoV-2 nesta sexta-feira (26).

Autoridades sanitárias da África do Sul notificaram na quarta-feira (24) a OMS sobre a nova cepa, que é potencialmente mais contagiosa e com múltiplas mutações.

 

Do R7