O Tribunal de Contas da Paraíba (TCE) adiou em duas semanas o julgamento das contas do ex-governador Ricardo Coutinho, referentes ao ano de 2018. A análise pelo pleno da Corte, que estava marcada para a próxima segunda-feira (6), foi adiada para o dia 20 de dezembro.

O pedido foi da defesa do ex-gestor que enfrenta na Justiça uma série de denúncias a partir das investigações da Operação Calvário durante seus mandatos no comando do Governo do Estado.

“A gente entende que o Tribunal, com essa nova análise, com mais tempo também para trabalhar essas questões, vai conseguir verificar a procedência das nossas alegações. Então, o recurso vai mais nesse sentido”, pontuou o advogado de Ricardo, Felipe Medeiros, em entrevista para o programa Arapuan Verdade, da rádio Arapuan FM.

As contas de Ricardo Coutinho referentes a 2016 já foram reprovadas pelo TCE e serão em breve analisadas pelos deputados na Assembleia Legislativa. Caso seja referendada a avaliação do Tribunal, Ricardo ficará inelegível por oito anos pois estará enquadrado na Lei da Ficha Limpa.