“Não tem definição, mas acredito que nos próximos dias o governador João e o senador Veneziano devem buscar entemeidmtno e diálogo para ter um desfecho sobretudo em favor da Paraíba”. A declaração é do deputado estadual Raniery Paulino (MDB) ao negar que o nome do senador Veneziano já teria sido confirmado como candidato do partido na disputa pelo Governo da Paraíba, nas eleições de 2022.

Segundo Raniery, o partido tem priorizado as candidaturas proporcionais, sobretudo para fortalecer a bancada federal em 2022.

“Parte do MDB estadual se reuniu com a executiva nacional semana passada logo após o lançamento da candidatura de Simone Tebet para presidência e levamos ao conhecimento da executiva a situação hoje do nosso partido na Paraíba, inclusive da necessidade de reforçarmos o nosso plantel, de estimularmos candidaturas especialmente a federal. A nacional prioriza o aumento da bancada na Câmara e isso foi exposto, montamos as estratégias, novas reuniões que acontecerão. Veneziano esteve representando a todos nós mas não foi falado sobre a candidatura dele, especificamente, até porque ele não colocou seu nome à disposição”, pontuou.

O deputado ainda explicou que é função da nacional estimular candidaturas nos estados, seja para majoritária, seja para proporcional, visto que cada partido trabalha para ampliar seus espaços.

“O presidente nacional tem que estimular candidaturas, é normal. Não está nada fora de sintonia. Os partidos devem buscar espaços, mas na Paraíba ainda deve haver muito diálogo, especialmente o candidato se colocar como candidato, precisa que a postulação seja apresentada, até então não vou falar sobre uma candidatura que não foi posta ainda”, emendou.

Defensor da manutenção do apoio do MDB à reeleição de João Azevêdo (Cidadania), Raniery lembrou que João e Veneziano têm adversários em comum, além de posturas também em comum, de respeito, e que isso deve se repetir também em 2022.

“Ele tem adversários em comum, o cassismo que é adversário em comu,, têm posturas semelhantes , são respeitosos no trato pessoal , a sinalização é de avanço nessa relação que foi construída desde 2018”, ressaltou.

Sobre uma reunião com o governador João essa semana, e seu pai, o secretário Roberto Paulino, Raniery disse que ainda não tem conhecimento, mas caso a agenda seja concretizada ele estará presente para fazer a defesa do seu ponto de vista e assim tentar buscar de volta a sintonia na base aliada.

PB Agora