A Paraíba já confirmou a circulação comunitária do vírus Influenza A. Ao todo foram notificados 17 casos, dentre os quais, 13 foram para Influenza A com subtipagem para H3. Para evitar epidemia ou surto da doença, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros orientou que a população mantenha os mesmos cuidados de prevenção à Covid-19. Além disso, recomendou que, nesse período de festejos de fim de ano, que sejam feitos em ambientes abertos e com limite de pessoas.

“A recomendação da Secretaria Estadual de Saúde, para evitar um surto ou epidemia no nosso estado de H3N2, é que as pessoas mantenham os mesmos hábitos e os meios de proteção que já vem usando na prevrnção da covid-19, isto é, uso de máscaras, lavagem das mãos, a utilização do álcool em gel, a etiqueta respiratória e o distanciamento físico”, disse em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM, desta quarta-feira (22).

Medeiros ainda alertou sobre a importância de manter os cuidados nesse período de festas de Natal e de Réveillon. Segundo o secretário, a orientação é que as comemorações ocorram com no máximo 10 pessoas e em ambientes abertos e arejados para evitar “contaminação de famílias” em função das confraternizações.

Sobre os casos, a SES-PB informou que se concentraram em João Pessoa. Dos 17 casos, um possui histórico de viagem para locais em surto (Rio de Janeiro) e 2 casos são pessoas que tiveram contato com pessoas sintomáticas que viajaram e não fizeram o exame. Já os demais casos não possuem histórico de viagem, caracterizando a transmissão comunitária da doença.

Já em relação ao perfil de casos, 12 pessoas são do sexo masculino e 5 do sexo feminino e têm faixas etárias entre 20 a 29 anos (6); 18 anos (1); 30 a 39 anos (4); 40 a 49 anos (4) e de 60 a 69 anos (2).

Click PB