O governador João Azevêdo assinou, nesta quinta-feira (23), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, o primeiro contrato de gestão da Fundação PB Saúde com o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, localizado no município de Santa Rita. A iniciativa visa a execução das atividades de gestão e prestação de serviços de saúde, além de execução de ações, programas e estratégias das políticas de saúde. Na ocasião, o chefe do Executivo também anunciou a convocação dos primeiros aprovados no processo seletivo da Fundação. Serão convocados 1.261 profissionais, de forma gradativa, a partir de janeiro – após a conclusão das perícias médicas das pessoas com deficiência.

O chefe do Executivo estadual ressaltou, na oportunidade, o esforço do governo para garantir a eficiência do serviço público prestado aos paraibanos. “Nós estamos assegurando uma gestão muito mais eficiente dos hospitais da nossa rede e esse momento marca mais uma etapa importante para o nosso sistema de saúde. Em 2020, enfrentamos a pandemia, oferecendo um atendimento adequado à população, com abertura de novos leitos e funcionamento de novos equipamentos; acabamos, recentemente, com a fila da vergonha, a partir do programa Opera Paraíba, e damos continuidade à mudança de patamar de gestão da saúde pública, sabendo que vai dar certo pelas experiências exitosas que estamos tendo”, frisou.

O secretário de estado da Saúde, Geraldo Medeiros, destacou que a PBSaúde representa um modelo de gestão moderno e que trará segurança aos funcionários. “Essa nova prática permite uma revolução na relação de trabalho entre os servidores e o estado, a partir da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que assegura direito a férias, carteira assinada, décimo terceiro, aposentadoria com a impessoalidade e transparência do ingresso a partir do concurso público”, explicou.

O secretário executivo da Gestão da Rede de Unidades de Saúde da Paraíba e presidente da PBSaúde, Daniel Beltrammi, afirmou que a nova gestão irá permitir o avanço das políticas públicas por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). “A PBSaúde é uma ferramenta de gestão pública capaz de fazer com que não paremos de avançar, fazendo mais e ainda melhor, alcançando mais pessoas, trazendo dignidade e bem-estar aos paraibanos, com transparência e rigor do uso dos recursos públicos. Nós teremos metas a serem cumpridas, iniciando os nossos trabalhos no hospital de maior complexidade do Nordeste por se tratar do cuidado de doenças que mais matam pessoas em todo o mundo, que são problemas do coração e do cérebro, como infartos e AVC. A nossa missão é levar o Metropolitano ao último nível de tecnologia para ele continuar sendo referência para todo o estado”, disse.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, enalteceu o trabalho da gestão de saúde do Governo do Estado. “São avanços importantes com investimentos em tecnologia, na relação funcional e na recuperação de espaços públicos de saúde, oferecendo um melhor serviço à população, com ações de grande impacto como o Opera Paraíba, que trouxe esperança de vida às pessoas que aguardavam há anos por uma cirurgia, dando a oportunidade de uma Paraíba melhor e mais justa e com mais qualidade de vida aos cidadãos”, pontuou.

“Eu parabenizo a gestão de saúde da Paraíba, que contempla todas as regiões, fazendo com que as ações administrativas cheguem na ponta, beneficiando quem mais precisa de atendimento, sendo referência em nível nacional com um projeto de desenvolvimento integrado”, disse o deputado federal Wilson Santiago.

Os deputados estaduais Wilson Filho, Jutay Meneses, João Gonçalves e Hervázio Bezerra, o vereador de João Pessoa, Zezinho do Botafogo e auxiliares da gestão estadual prestigiaram a solenidade.

A PB Saúde – É uma fundação pública dotada de personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, de utilidade pública e beneficência social, que dispõe de uma estrutura de governança corporativa que abrange um Conselho de Administração composto por secretários de estado e representantes da sociedade civil, um Conselho Fiscal formado por servidores públicos e representantes da sociedade civil e por sua Direção Superior, responsável pela gestão técnica, patrimonial, financeira, administrativa e operacional da entidade.

A entidade tem o compromisso social com a execução de uma gestão em saúde alinhada com as melhores práticas, zelando sempre, pela transparência de seus atos, pela eficiência e a efetividade de suas decisões e pelo alcance de resultados em saúde que possam contribuir de forma relevante para a saúde e melhoria das condições de vida da população paraibana, aprimorando, em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), as ofertas de cuidados em saúde, capacidade instalada de leitos, além de zelar pelo patrimônio, parque tecnológico e ativos operacionais para continuar oferecendo em tempo oportuno os serviços assistenciais necessários ao bem estar das paraibanas e paraibanos.

 

Secom