A Polícia Civil da Paraíba, através do trabalho de investigação da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio da capital – DCCPAT, realizou nesta quarta-feira, 12, a prisão em flagrante de um homem suspeito de roubo a uma joalheria. A prisão aconteceu no bairro de Paratibe, em João Pessoa.

Segundo informações do delegado João Paulo Amazonas, o autuado é suspeito de ter praticado roubo majorado, quando há grave ameaça, geralmente praticada com o uso de arma de fogo, contra uma joalheria na cidade de Santa Rita. O roubo aconteceu na tarde da terça-feira, dia 11.

“Além do roubo à joalheria, ele teria envolvimento em diversos arrombamentos na cidade de João Pessoa, realizados nos últimos dois meses. Figura contumaz na prática delitiva, já fora apreendido por 10 vezes por crimes patrimoniais, quando menor de idade”, revelou o delegado João Paulo Amazonas.

Entre as vítimas recentes, além da joalheria, há loja de baterias, lojas de vestuário e de capacetes motociclísticos. “Oriundo da região do Valentina, o preso pertence à Gang da Marcha Ré, que vem aterrorizando comerciantes da capital. Mais uma ação da DCCPAT no combate aos crimes patrimoniais”, concluiu.

 

Da Redação com Assessoria