Casos diários e novos, internações e óbitos por Covid-19 apresentaram declínio nos últimos 15 dias, segundo os dados da Vigilância em Saúde da Paraíba. Apesar da queda, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) alerta para que os cuidados de proteção pessoal sejam mantidos pela população, especialmente no período carnavalesco.

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, informa que 8 de fevereiro foi o dia com maior número de internações por Covid-19 na Paraíba, com 459 leitos ocupados. No boletim do dia 21, o estado apresentava uma ocupação de 288 pacientes, uma queda de 37,2%. Ele alerta que, apesar do declínio, os números da pandemia continuam elevados.

“Observamos uma média de dois a três mil casos novos diários, além de 10 a 15 óbitos por dia. Então não podemos relaxar nesse momento de carnaval, porque teremos aquele cenário que todos conhecem, 15 dias depois começa a aumentar novamente o número de pessoas contaminadas”, observa.

Sobre o carnaval, Geraldo Medeiros lembra ainda que está em circulação na Paraíba a variante ômicron, que tem alto poder de contaminação e faz um apelo para a população sobre os cuidados diários, especialmente neste período de festas. Ele pontua que é essencial que as pessoas mantenham o distanciamento físico e o uso de máscara, mesmo em ambientes abertos, além da higiene pessoal para que daqui a 15 ou 20 dias não haja novamente um incremento de casos.

O secretário chama a população que não vacinou ou está com esquema incompleto a atualizar a carteira de vacinação. “Somente com o esquema vacinal completo a pessoa estará protegida. Nós observamos isso nos nossos leitos de UTI. As pessoas que estão lá evoluindo com casos graves são aquelas que não completaram o seu ciclo vacinal. Isto é, principalmente os idosos que não receberam a dose de reforço”, completa.

Até esta terça-feira (22), 1.307.680 compareceram para tomar a dose de reforço na Paraíba. Foi registrada no Sistema de Informação SI-PNI a aplicação de 7.757.189 doses no estado até 21 de fevereiro.

 

Secom