O PCdoB repudiou Ricardo Coutinho, em nota pública divulgada nesta sexta-feira (18), manifestando “grande descontentamento com as declarações do ex-governador Ricardo Vieira Coutinho, insinuando estar o PCdoB na Paraíba dividido e agindo sob influência externa, estranha ao partido.”

Para o PCdoB, “ao questionar o legítimo direito do PCdoB de lançar a pré-candidatura do valoroso camarada Rangel Júnior ao Senado, Ricardo Coutinho expõe sua frustração em não mais conseguir unificar o campo da esquerda em torno do seu nome ao mesmo tempo em que expõe o seu lado autoritário ao querer impor sua vontade a qualquer custo, para além dos coletivos partidários.”

O partido cobra que “o ex-governador devia puxar pela memória e lembrar da época em que caminhamos juntos, das diversas vezes que respeitosamente informamos que, naquele momento, não seguiríamos na mesma direção e também de outras ocasiões em que seguimos lado a lado, sempre pelo bem da Paraíba. Em todas as situações, preservamos a independência e coerência aos nossos princípios.”

Ainda segundo o PCdoB, “se estamos prestes a consolidar a necessária federação entre PCdoB, PT e PV, precisamos reestabelecer a boa prática do dialogo no nosso campo. Lembramos que nenhuma das pré candidaturas majoritárias postas, até o momento, foi discutida conjuntamente com os partidos que formarão a federação. Em tempos de prevalência do vale-tudo eleitoral, continuamos entendendo como fundamental a preservação de princípios éticos e a construção da unidade no campo popular, ampliando forças para derrotar Bolsonaro e o Bolsonarismo, elegendo Lula Presidente e João Governador em 2022.”

Confira a nota do PCdoB na íntegra