Uma moradora do Distrito Federal denunciou à polícia uma parente que ofendeu a filha dela. Segundo o relato da mãe, a familiar disse: “Sua filha é vagabunda. Já viu algum desses povos gays ou lésbicas serem boas pessoas? Nenhum presta”.

Os insultos teriam ocorrido em 26 de janeiro de 2022 e um boletim de ocorrência foi registrado pelas mulheres. Em março, as vítimas procuraram a Justiça e pediram medidas protetivas de urgência contra a familiar, que foram negadas em decisão publicada na sexta-feira (18/3).

Pessoas manifestam em rua com bandeira LGBT

 

 

METRÓPOLES