O Tribunal de Justiça da Paraíba recebeu denúncia do Ministério Público estadual contra o prefeito de Camalaú, Alecsandro Bezerra dos Santos, acusado de corrupção passiva por ter solicitado vantagem indevida (pagamento de propina em dinheiro em espécie) da empresa PRLW Shows Ltda, conhecida pelo nome fantasia “Banda Pedrinho Pegação”.

Segundo a denúncia, o prefeito entrou em contato por aplicativo de mensagem com o proprietário da banda e ao final da negociação, o gestor acertou a contratação da atração por R$ 25 mil, mas expressamente solicitou ao dono que lhe repasse uma parte da quantia, alegando ser “o dinheiro do refrigerante”.

Após isso, no dia 6 de março de 2020, Alecsandro assinou contrato da atração pelos R$ 25 mil, porém, em razão da pandemia de Covid-19, o evento não foi realizado, e assim não há registro do pagamento.

O prefeito, que se encontra afastado do cargo, também já foi denunciado na operação “Rent a Car”, por crimes de falsificação de documentos, fraude em licitação e desvio de recursos públicos, e responde a um processo por furto de água de uma adutora da Cagepa, para abastecer um imóvel rural de sua posse.

Além disso, está sendo investigado pela Polícia Civil por posse ilegal de arma de fogo e lavagem de dinheiro.

 

FONTE: NOTÍCIA PARAÍBA