O presidente Jair Bolsonaro decidiu trocar o presidente da Petrobras, Joaquim da Silva e Luna, nesta segunda-feira (28/3). Efeito imediato foi sentido na Bolsa de Valores, e as ações da estatal foram negociadas em baixa.

A ações da Petrobras já apresentavam queda desde o início do dia, em linha com a baixa do petróleo no exterior, em razão da guerra entre Rússia e Ucrânia. Porém, o movimento se intensificou na reta final do pregão deste início de semana, logo após Bolsonaro decidir demitir Joaquim Silva e Luna, em meio à pressão por reduzir os preços dos combustíveis no Brasil. A informação é do jornal O Globo.

As ações ordinárias da empresa (PETR3, com direito a voto) cederam 2,63%, negociadas a R$ 34,08, e as preferenciais (PETR4, sem direito a voto) 2,17%, cotadas a R$ 31,60.

Correio Braziliense