Monarca participou de memorial para o seu falecido marido, príncipe Philip, que morreu em abril de 2021

A rainha Elizabeth 2ª fez sua 1ª aparição pública depois de 5 meses nesta 3ª feira (29.mar.2022). Ela participou de uma cerimônia memorial para seu falecido marido, o príncipe Philip.

Philip morreu em 9 de abril de 2021, aos 99 anos. Ele foi casado com a monarca do Reino Unido por 74 anos.

O memorial foi realizado na Abadia de Westminster e contou com a participação da família real, de militares, políticos britânicos e de integrantes de famílias reais de outros países europeus. O evento foi realizado quase um ano depois de sua morte. Na época, por causa da covid-19, o funeral de Philip foi restrito, com 30 convidados.

A rainha não participava de eventos públicos há 5 meses. A monarca cancelou sua participação em outubro COP26, a conferência do clima. O cancelamento seguiu “ordens médicas”. Na época, ela passou uma noite no hospital para fazer exames.

Elizabeth 2ª chegou à Abadia acompanhada de seu 4º filho, príncipe Andrew. O filho da rainha fez um acordo para encerrar um processo de abuso sexual de uma norte-americana enquanto ela ainda era menor de idade. O julgamento estava previsto para o final deste ano.

Em janeiro, o Palácio de Buckingham anunciou a suspensão dos títulos militares e reais de Andrew ligados à Coroa Britânica. Com isso, o britânico deixou de ser reconhecido como “Sua Alteza Real” e “Duque de York”.

Entre os familiares não estavam o príncipe Harry e sua mulher, Meghan Marckle. No funeral, em 2021, Harry compareceu, em sua 1ª aparição depois que ele e a mulher levantaram suspeita de racismo por parte da família real. Meghan, na época grávida do 2º filho do casal, não foi ao enterro.

Segundo a Família Real, o evento desta 3ª feira (29.mar), foi para prestar homenagem à contribuição do príncipe Philip para a vida pública e à Commonwealth, a comunidade de nações do Império Britânico.

O Serviço agradeceu pela dedicação de Sua Alteza Real à sua família, à Nação e à Commonwealth como Consorte da Rainha e membro trabalhador da Família Real por direito próprio.

Reprodução/Twitter: @koninklijkhuis

A Abadia de Westminster ficou cheia com os convidados da cerimônia de homenagem ao príncipe Philip

O príncipe se casou com Elizabeth 2ª em 1947. Depois de 5 anos, ela assumiu a coroa britânica e ele se tornou o Duque de Edimburgo. Com isso, Philip se tornou o cônjuge que serviu por mais tempo à coroa britânica: 69 anos.

Durante seu período como príncipe britânico, Philip foi acusado de racismo, gordofobia e machismo. Ele era conhecido no Reino Unido por fazer comentários considerados inadequados, como quando perguntou a um aborígene australiano se ele “ainda disparava flechas”, em 2002.

 

  • PODER 360