Uma sessão de um julgamento, sobre o caso do pai que foi assassinado a mando do filho adotivo por dois homens, está acontecendo na manhã desta quarta-feira (30), em João Pessoa.

Conforme apurou o Notícia Paraíba, o caso ocorreu quando o pai, Paulo Germano, estava em uma granja e foi baleado após ser abordado por dois homens armados, no dia 19 de julho de 2021.

A vítima ainda foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma, porém não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu.

A princípio a Polícia Civil suspeitava que o caso se tratava de um latrocínio, ou seja um roubo seguido de morte, porque alguns objetos da vítima foram roubados, porém com as investigações foi descoberto que um dos executores era um conhecido da família, que tinha sido contratado pelo filho adotivo de Paulo Germano para assassiná-lo.

A polícia ainda levantou com o apuramento dos fatos que o filho também pretendia mandar matar a irmã, com a motivação de herdar sozinho a herança deixada pelo pai.

Após quase três anos, está em curso, nesta quarta-feira (30), a sessão de julgamento de um dos executores da morte.

O comparsa e o mandante seguem detidos, aguardando sua vez de responder perante o júri.

Nenhum comentário

Mostrar mais comentários

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.

 

  • NOTÍCIA PARAÍBA