O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro desistiu nesta 5ª feira (31.mar.2022) de ser candidato a presidente da República. Depois de ter ficado quase 5 meses no Podemos, filiou-se ao União Brasil. Segundo nota do seu novo partido, o ex-ministro deve disputar uma vaga na Câmara dos Deputados por São Paulo.

A ideia da sigla é formar uma chapa única da chamada 3ª via com PSDB e MDB.

O presidente do União Brasil em São Paulo, deputado Alexandre Leite, disse que “este ato foi um gesto de boas-vindas”. “Moro vem para o União com a expectativa de ser um dos deputados mais votados da história do país. Daremos todas as condições para isso.”

Segundo o deputado Junior Bozzella (União Brasil-SP), Moro foi ao União Brasil para ser um “soldado” e aceitará as determinações da sigla.

“Ele é um filiado como outro qualquer. Ele foi muito humilde, muito singelo no sentido de se colocar como um soldado do União Brasil. Aquilo que o União Brasil decidir, onde ele possa atuar em benefício do povo paulista e do povo brasileiro”, declarou.

Em conversa com jornalistas, Bozzella disse que Moro teve muito “desprendimento” ao ir para o União. Ao contrário de Alexandre Leite, ele não confirmou que o ex-juiz irá disputar vaga na Câmara.

Segundo ele, Moro aceitará a decisão do partido, podendo até mesmo ser candidato a vice-presidente em uma chapa organizada pela 3ª via. Ao mesmo tempo, Bozzella declarou que seria ótimo ter o ex-ministro em uma chapa para deputado.

“Eu acho que a grandeza de vir para o partido já sabendo que você não tem a garantia de uma candidatura X, Y ou Z. Acho que já está mais claro do que nunca que você se coloca à disposição como um soldado. Não vejo dificuldade nenhuma”, afirmou.