Sem chance de disputar pelo PT, o deputado Anísio Maia se filiou nesta sexta-feira (1º) ao PSB, partido do governador João Azevêdo. No evento, Anísio disse que a escolha pelos socialistas foi feita com o aval de “companheiros” do seu mandato e com a estratégia de fugir de represálias internas, segundo ele, caso optasse pelo PCdoB.

“Na reta final nós optamos pelo PSB porque, sinceramente, eu tô cansado de ser perseguido. Se eu continuasse na federação eu ia continuar sofrendo as mesmas represálias e minha campanha ia passar a maior parte do tempo fazendo minha defesa ao invés de estar fazendo o que é preciso, conversando com os eleitores, mostrando minhas propostas”, analisou.

Histórico nome dos quadros do PT, Anísio teve a filiação suspensa pelo Conselho de Ética do partido. Ele recebeu punição por não aderir à candidatura apoiada pela legenda à Prefeitura de João Pessoa, nas eleições de 2020. Na prática, a decisão o colocaria para fora do processo eleitoral deste ano. Por isso a necessidade de buscar uma nova legenda.

O governador João Azevêdo esteve presente ao evento e tratou como injustiça o posicionamento tomado pelo PT em relação a Anísio. “Foi forçado a mudar o rumo de sua vida partidária de uma forma que não me caba tecer comentário, entretanto, sabemos que foi uma injustiça contra o deputado Anísio. Logicamente desde o momento que o PSB se colocou à disposição e abriu as portas pela história que Anísio tem e por tudo o que ele construiu pela Paraíba e para nos é um orgulho ter um companheiro construir na Paraíba ”, avaliou o governador.

Maior bancada

João comemorou a ida de Anísio para as fileiras do partido na Assembleia Legislativa. Com o fim da janela, entre saídas e chegadas, o PSB será a maior legenda no legislativo estadual, com oito deputados: Adriano Galdino, Anísio Maia, Hervázio Bezerra, João Gonçalves, Junior Araújo, Pollyana Dutra, Ricardo Barbosa e Tião Gomes.

“É um reforço extraordinário, pela história que tem Anísio, pelo que conquistou com muita batalha, com muito esforço (…) Além de ficarmos com a maior bancada, teremos a eleição e, não tenho dúvidas, de que vamos fazer uma grande bancada para que tenhamos a tranquilidade, com a reeleição, de continuar fazendo o que estamos fazendo pela Paraíba”, comentou o governador.

 

  • JORNAL DA PARAÍBA