Em um tom bem duro, o Campinense publicou uma nota oficial criticando com veemência a arbitragem do jogo entre a Raposa e a Aparecidense, realizado nesse sábado, pela rodada #4 da Série C do Campeonato Brasileiro, que terminou empatado em 1 a 1. A diretoria do clube aproveitou para relembrar erros contra o clube em outras partidas, inclusive do ano passado, e revelou que já enviou à CBF uma reclamação formal, pedindo providências.

A cúpula rubro-negra espera que os árbitros sejam punidos de alguma forma. Na nota, o Campinense defende que o clube foi prejudicado com a anulação de um gol que acredita ter sido legítimo. O árbitro auxiliar  José Carlos Oliveira (BA) foi o único citado na reclamação. Na partida desse sábado, ele assinalou impedimento de João Paulo em uma jogada em que o meia acabou por marcar um gol, que foi anulado.

O clube ainda relembrou de outros casos, como em jogos do ano passado e deste ano, citando o duelo contra o Sergipe na temporada passada, e outro confronto deste ano, contra o CRB pela Copa do Nordeste.

“O Campinense vem, por meio desta nota, demonstrar o seu total descontentamento e repúdio aos erros gravíssimos que constantemente têm sido cometidos pela arbitragem contra a equipe em jogos de grande importância. Foi assim na série D 2021 no empate em 2 a 2 com o Sergipe/SE, na Copa do Nordeste deste ano no empate em 1 a 1 diante do CRB/AL, e desta vez no jogo diante da Aparecidense/GO, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro Série C”, diz trecho da nota.

O Campinense agora diz esperar que algo seja feito para punir os árbitros envolvidos nas partidas citadas. Na Série C, com o tropeço em casa desse sábado, o Campinense está em quinto lugar com sete pontos conquistados. Confira abaixo a nota na íntegra. 

NOTA OFICIAL

O Campinense vem, por meio desta nota, demonstrar o seu total descontentamento e repúdio aos erros gravíssimos que constantemente têm sido cometidos pela arbitragem contra a equipe em jogos de grande importância.

Foi assim na série D 2021 no empate em 2 a 2 com o Sergipe/SE, na Copa do Nordeste deste ano no empate em 1 a 1 diante do CRB/AL, e desta vez no jogo diante da Aparecidense/GO, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro Série C.

Na partida diante do CRB/AL pela Copa do Nordeste, no dia 9 de fevereiro, em Campina Grande (PB), a arbitragem validou um gol escandaloso a favor da equipe alagoana. Naquela oportunidade, a Raposa vencia a partida por 1 a 0, e acabou sofrendo o empate com o gol irregular validado pela arbitragem.

Já em jogo disputado na noite da desse sábado, 30 de abril, também no Estádio Amigão, dessa vez pelo Campeonato Brasileiro, novamente um erro contra o Campinense que interferiu diretamente no resultado da partida.

O assistente José Carlos Oliveira (BA) prejudicou o time Rubro-negro ao deixar de validar o gol do meio-campista João Paulo, no qual foi marcado impedimento equivocadamente.

O jogador do Campinense, no momento do chute do lateral Felipinho, caminha em direção ao gol com o defensor da equipe goiana à sua frente e, em condição legal, completa para o gol o rebote dado pelo goleiro Pedro Henrique, da Aparecidense/GO. Mas o assistente José Carlos Oliveira (BA) enxergou irregularidade na posição do nosso atleta e anulou o gol do Campinense aos 45 minutos do segundo tempo.

A diretoria do Campinense entende que todos são passíveis de erros, mas não pode concordar com um erro muito prejudicial ao clube numa competição tão importante como é o Campeonato Brasileiro. O clube enviou um ofício à Confederação Brasileira de Futebol (@cbf_futebol) solicitando que providências sejam adotadas com relação aos responsáveis, bem como para evitar novos prejuízos na continuidade do campeonato.

 

  • JORNAL DA PARAÍBA