Botafogo-PB e Campinense decidem o título do Campeonato Paraibano a partir deste sábado, quando o Belo recebe a visita da Raposa pela partida de ida da final do estadual. Os dois clubes vêm disputando essa hegemonia do futebol paraibano há pelo menos 10 anos. De 2012 para cá foram 10 estaduais. Contando que em 2022 a taça irá para um dos dois clubes, são 10 estaduais dos 11 com o troféu indo para um dos times.

Dos 10 campeonatos já disputados, em nove oportunidades o título ficou ou com o Campinense ou com o Botafogo-PB. Apenas o Treze, em 2020, conseguiu quebrar essa sequência. Algo tão pontual, que o Galo hoje está sem série nacional, enquanto que Belo e Raposa estão na Série C do Campeonato Brasileiro, patamar mais alto atual do futebol paraibano.

Nesse período, o Botafogo-PB venceu cinco vezes. O Alvinegro ficou com o título estadual em 2013, 2014, 2017, 2018 e 2019. Já o Campinense levou a melhor em quatro ocasiões: 2012, 2015, 2016 e 2020.

Vale lembrar que nem sempre, nesse período, a disputa do título ficou entre os dois. O Campinense foi campeão tendo o Botafogo-PB como vice no bicampeonato de 2015 e 2016. Já o Belo ergueu a taça e deixou a Raposa com o vice-campeonato em 2014, 2018 e 2019.

Aliás, equilíbrio em momentos decisivos é o sinônimo do Clássico Emoção. Botafogo-PB e Campinense já foram campeões e deixaram o rival como vice em seis oportunidades. Em finais gerais de campeonato, como neste ano, o Campinense tem cinco títulos em cima do time de João Pessoa, contra quatro do Belo sobre a Raposa.

Em pontos corridos, o Campinense levou a taça uma vez, tendo o Botafogo-PB como vice-campeão, assim como o Belo foi campeão também uma vez em um regulamento com a fase final de pontos corridos, ficando a Raposa com este vice. Em uma ocasião, o Alvinegro da Estrela Vermelha foi campeão em cima do Campinense em uma final de terceiro turno.

Botafogo-PB e Campinense começam a disputar a final do Campeonato Paraibano deste ano neste sábado. A partida de ida da decisão acontece em João Pessoa, no Estádio Almeidão, às 16h. A volta será no sábado seguinte, no mesmo horário, mas no Estádio Amigão, em Campina Grande.