O militar foi preso em flagrante, em março de 2018, em Intermare

 

O capitão da Polícia Militar da Paraíba Alexandre Enedino dos Santos foi absolvido pela morte de um homem em 2018 no município de Cabedelo na noite desta quinta-feira (12) na comarca do Tribunal de Justiça do município. O policial era acusado de homicídio duplamente qualificado, em razão de motivo fútil e de ter utilizado recurso que impossibilitou a defesa da vítima, Valdemir Francisco da Silva Filho.

Apesar de reconhecerem a autoria do homicídio por parte do capitão, os jurados declararam que o fato foi cometido em legítima defesa. Com a decisão, Alexandre pôde retirar a tornezeleira eletrônica que vinha usando. Ainda cabe recurso do Ministério Público da Paraíba (MPPB), que alegou que houve o crime de homicídio doloso na ocasião.

O militar foi preso em flagrante em março de 2018 no edifício residencial localizado na Rua Golfo de Aden, bairro de Intermares, em Cabedelo. No local, Alexandre realizou diversos disparos de arma de fogo contra Valdemir após uma discussão. A vítima foi encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, mas morreu dias depois.

O acusado foi submetido à audiência de custódia no dia 1º de abril do 2018, tendo a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, pelo juiz da 1ª Vara Mista da Comarca de Cabedelo, Salvador de Oliveira Vasconcelos, à época. Um ano após o crime, a prisão foi mantida pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba.

 

  • CLICK PB