Em declarações à imprensa no interior do Estado, onde tem cumprido maratona de inaugurações de obras, inspeção de serviços e realização de audiências do Orçamento Democrático, o governador João Azevêdo (PSB) descartou uma recomposição política com o deputado federal Efraim Filho (União Brasil), que é pré-candidato ao Senado nas eleições de outubro. “O deputado já tomou seu rumo, que foi o de se aliar aos adversários do meu governo. Não há a menor possibilidade de recomposição”, salientou o governador, considerando “especulativas” as informações que circularam a respeito.

O noticiário, nos últimos dias, tem dado conta de uma possível “repatriação” do deputado Efraim Filho para o esquema governista para fazer dobradinha com Azevêdo, que é candidato à reeleição, mas o chefe do Executivo foi veemente ao rechaçar essa possibilidade. O ensaio de recomposição teria partido de deputados, principalmente do Republicanos, que têm interesse em votar no governador João Azevêdo mas também admitem sufragar o nome de Efraim Filho ao Senado. Efraim tem percorrido municípios do interior pregando apoio à pré-candidatura do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) ao governo. Filho do ex-governador Cássio Cunha Lima, Pedro tem feito críticas acirradas à administração de Azevêdo.

No bloco de sustentação política do governador, a expectativa é de que, nesta semana, haja uma definição sobre a anunciada pré-candidatura do deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP) ao Senado em aliança com a candidatura de Azevêdo à reeleição. O mais empolgado com essa perspectiva é o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, do PP, que foi eleito em 2020 com o apoio decisivo do governador João Azevêdo e propõe que a parceria deve continuar, diante dos resultados positivos que estaria produzindo. O deputado Aguinaldo Ribeiro tem intensificado articulações políticas, na Paraíba e em Brasília, para “fechar” uma decisão sobre sua pré-candidatura e, também, sobre o alinhamento político com o esquema do governador João Azevêdo.

Ontem, o gestor esteve no município de Cubati, no curimataú, ocasião em que inspecionou as obras da primeira etapa do Sistema Adutor Transparaíba, ramal do Curimataú, com investimentos da ordem de R$ 285 milhões, recursos próprios do Tesouro Estadual, beneficiando mais de 100 mil pessoas. O chefe do Executivo também realizou uma visita técnica às obras de implantação e de pavimentação da PB-167 (Cubati-Sossego). Com 21 quilômetros de extensão, estão sendo investidos na rodovia R$ 24 milhões, também com recursos próprios, investimentos que trarão melhores condições ao escoamento da produção regional e modernização da infraestrutura rodoviária estadual.

 

  • Polêmica Paraíba