SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — Abandonai toda a esperança quem achava que o ursinho Pooh ficaria para sempre no terreno da imaginação infantil. Como é possível ver nas primeiras imagens divulgadas do filme “Winnie-The-Pooh: Blood and Honey”, ou ursinho Pooh, sangue e mel, o personagem de A.A. Milne e E.H. Shepard, criado em 1926, um serial killer vai assumir a identidade do mamífero dengoso para matar uma penca de garotas.

E não é só ele. No filme escrito e dirigido por Rhys Frake-Waterfield, que faz seu primeiro longa, o famoso Leitão também está entre os matadores, mas com uma máscara que mais lembra um javali com suas longas presas.

Segundo a sinopse oficial, a ideia é que os animais do conto infantil se revoltaram após Christopher Robin tê-los abandonado. Originalmente, a criança interage com os bichinhos de pelúcia que ganham vida, de uma turma que inclui ainda o Tigrão, o Corujão e o burrinho Ió.

Mas aqui, em vez do clássico pote de mel, o ursinho deve sair por aí com uma marreta. A criação de Milne e Shepard entrou em domínio público no início deste ano, permitindo que criadores reinterpretem o material. O lançamento do filme é previsto para até o final de 2022.

Em 2018, as pelúcias já tinham recebido uma interpretação diferente em “Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível”, mas que era mais palatável. No caso, Robin, vivido por Ewan McGregor, era procurado na vida adulta pelos seus amigos mágicos, numa jornada para reencontrar a felicidade.

 

  • Click PB e FolhaPress