SÃO PAULO (Reuters) – A Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor (Senacon) notificou nesta segunda-feira a Apple a dar explicações sobre a segurança os fones de ouvido da marca que operam por meio de bluetooth (Airpods) em até 72 horas.

A decisão foi tomada após a informação de que uma criança de 12 anos nos Estados Unidos sofreu danos auditivos após o uso de fones de ouvido da Apple.

“Estamos investigando possível defeito e consequente risco à saúde e segurança dos consumidores brasileiros. A intenção é que a empresa aja com transparência e colabore com as autoridades nacionais e internacionais para esclarecimento imediato do caso”, afirmou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

Segundo a Senacom, a fabricnate deverá justificar a venda do acessório e os riscos do equipamento, explicando regularidade, qualidade, segurança, transparência, informação e orientação aos consumidores quanto à fabricação e venda do produto.

 

FORBES