País ultrapassou a Rússia, Coreia do Sul e Austrália no 1º trimestre de 2022; PIB cresceu 1% no período

O Brasil voltou a integrar o top 10 maiores economias do mundo, segundo ranking da Austin Rating. O país saiu da 13ª posição no 4º trimestre de 2021 para a 10ª em março de 2022. Eis a íntegra do levantamento (81 KB).

O PIB (Produto Interno Bruto) nominal do Brasil chegou a US$ 1,83 trilhão no 1º trimestre deste ano. Superou a Rússia (US$ 1,83 trilhão), Coreia do Sul (US$ 1,80 trilhão) e Austrália (US$ 1,75 trilhão). O país saiu do top 10 em 2020.

Puxado pelo setor de serviços, a atividade econômica do Brasil subiu 1% no 1º trimestre de 2022 em comparação com trimestre anterior (de outubro a dezembro de 2021). Agora, a economia brasileira está no maior patamar de atividade desde 4º trimestre de 2014, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A maior economia do mundo é dos Estados Unidos, com PIB nominal de US$ 25,45 trilhões. Compõem o top 3 a China, com US$ 19,91 trilhões e o Japão (US$ 4,912 trilhões). A Índia ultrapassou o Reino Unido e o Canadá passou a Itália.

As 15 maiores economias do mundo têm PIB nominal de US$ 78,94 trilhões, o que corresponde a 76,1% de tudo o que é produzido no mundo (US$ 103,72 trilhões).

O Brasil ficou em 9º entre 32 países no ranking de melhor alta do PIB no 1º trimestre de 2022 contra o último de 2021. Ficou atrás do Peru, China, Turquia e México. A economia do país cresceu mais que Colômbia, Alemanha, França, Itália e Estados Unidos.

PODER 360