Procissão, Missas, Adoração, e Bênção do Santíssimo. Uma extensa programação foi organizada pela Igreja Católica na Paraíba neste dia Dia de Corpus Christi.. Segundo a tradição católica, esse é o dia em que se celebra a presença de Jesus na Eucaristia e,por isso, acontece a Procissão do Cristo Eucarístico.

Em João Pessoa, a procissão vai acontecer a partir de 16h, com saída da Igreja de Lourdes e chegada na Catedral de Nossa Senhora das Neves. Ao longo do dia, tapetes artesanais com temas sacros serão produzidos e colocados ao longo do percurso, justamente por onde passarão as imagens e os fiéis.

Na paróquia Nossa Senhora de Lourdes os eventos vão durar 24h, sendo iniciados com uma adoração ainda na quarta-feira (15).

Haverá ainda missas às 17h, às 20h e às 23h. Na quinta-feira (16), a primeira missa acontece às 8h, sendo ministrada pelo arcebispo dom Delson. Outras ao longo do dia também acontecerão.

O encerramento acontece com nova missa ministrada por dom Delson, dessa vez na Catedral de Nossa Senhora das Neves.

A Arquidiocese da Paraíba informou que todas as paróquias realizam suas programações específicas para a data, e que isso precisa ser consultado em cada uma delas.

Na Catedral Diocesana de Campina Grande, o dia de Corpus Christi será celebrado com intensa programação ao longo do dia. A Missa de encerramento será presidida pelo bispo Dom Dulcênio de Fontes Matos.

A solenidade de Corpus Christi acontece sempre em uma quinta-feira, em alusão à Quinta-feira Santa, quando se deu a instituição do Sacramento da Eucaristia. Esta data é celebrada anualmente 60 dias depois da Páscoa, sempre na segunda quinta-feira depois do Domingo de Pentecostes.

A Eucaristia foi instituída por Jesus Cristo, na realização da Última Ceia, quando Jesus ceou com os apóstolos antes de ser crucificado no dia seguinte, na Sexta-feira Santa.

“Isto é o meu corpo, que é dado em favor de vocês; façam isto em memória de mim”. (1 Cor 11, 24).

A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo começou no século XIII, mais precisamente em 1264, quando a Igreja Católica viu a necessidade das pessoas sentirem a presença real de Cristo.

 

PB AGORA