O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, nesta quinta-feira (23/6), que o jantar oferecido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi “institucional”. Realizado na noite de quarta-feira (22/6) na residência oficial da Câmara, Lago Sul, bairro nobre de Brasília, o jantar homenageava os 20 anos de atuação no Supremo Tribunal Federal (STF) do decano Gilmar Mendes.

A festa reuniu aliados e opositores de Bolsonaro e outros ministros do STF, como o arquirrival Alexandre de Moraes, com quem frequentemente tem desavenças em função de assuntos eleitorais.

“Ontem fui num jantar aqui. Um jantar, vamos dizer, institucional, convidado pelo Arthur Lira. Tava lá Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, um cara do PCdoB de SP, Lewandowski”, comentou Bolsonaro a um grupo de apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

Na sequência, ele ouviu simpatizantes ironizarem os convidados: “Só gente boa”, ao que respondeu: “Bem, cada um pensa o que quiser dessas pessoas ou de mim, não tem problema nenhum”.

Além de Bolsonaro, estiveram presentes o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), os deputados federais Aécio Neves (PSDB-MG), Renildo Calheiros (PCdoB-PE), Odair Cunha (PT-MG), Reginaldo Lopes (PT-MG), Orlando Silva (PCdoB-BA), Elmar Nascimento (União-BA) e Luciano Bivar (União Brasil-PE), os ministros do STF Ricardo Lewandovski, André Mendonça e Kassio Nunes Marques, o general Braga Netto, assessor especial e cotado para vice de Bolsonaro, o advogado-geral da União Bruno Bianco e o ministro da Justiça, Anderson Torres.

Veja imagens da festa:

 

  • METRÓPLES