O Palmeiras entrou em campo defendendo a invencilibilidade de 12 partidas sem perder no Brasileirão 2022, e podendo aumentar a diferença para o segundo colocado, mas não conseguiu ganhar do Avaí. Os times empataram por 2 a 2, na tarde deste domingo (26), no estádio da Ressacada, com o Alviverde chegando aos 29 pontos.

A igualdade palmeirense com o retorno de Abel Ferreira, na beira do campo, foi conseguida com os gols de Gustavo Scarpa, de pênalti, e Rony, na etapa final. Os tentos do time catarinense foram marcados no último lance do primeiro tempo, por Bissoli, também de pênalti, e pelo meia Jean Pyerre, de falta.

Apesar disso, o Verdão ampliou sua vantagem de 13 jogos sem perder pelo Campeonato Brasileiro e seguiu com o melhor ataque (27) e um saldo positivo de 17 gols contra 7 do Corinthians, que ocupa a segunda colocação.

Próximos jogos
O Palmeiras iniciará sua disputa pelas oitavas de final da Libertadores. A partida será na próxima quarta-feira (29), às 19h15, contra o Cerro Porteño, do Paraguai, no estádio General Pablo Rojas. Já o Avaí terá a semana livre e volta a jogar no próximo domingo (3), às 11h, também na Ressacada, diante do Cuiabá, pela 15ª rodada do Brasileirão.

O jogo
O Palmeiras entrou com um time misto diante dos catarinenses, já sabendo do tropeço do Corinthians e podendo ampliar a vantagem na liderança, e, antes dos 10′ do primeiro tempo, o Verdão quase abriu o placar.

Aos 5′, depois de um cruzamento de Breno Lopes, o centroavante Rafael Navarro ganhou a disputa com a zaga do Avaí e cabeceou para a defesa do goleiro Vladimir, no estádio da Ressacada.

Os 30′ seguintes foram de muita entrega entre as equipes em Santa Catarina, mas de pouca qualidade técnica e praticamente nulas as chances de gol criadas por Palmeiras ou mesmo pelo Leão.

Aos 43′, o meio-campo Eduardo, depois de um corte errado de Mayke, dominou e finalizou de forma perigosa, da entrada da área, e o goleiro Weverton chegou a pular na bola, que saiu pelo lado da meta palmeirense.

Aos 50′, o juiz Wagner Magalhães marcou pênalti do zagueiro Gustavo Gómez no meio-campista Raniele do Avaí. Bissoli

Etapa final
A volta dos vestiários foi eletrizante para os palmeirenses. Afinal, com menos de 1′, foi marcado outro pênalti no jogo, dessa vez para o time de Abel Ferreira, que viu o chute de Breno Lopes ser bloqueado pelo zagueiro Bressan com a mão esquerda. Gustavo Scarpa bateu e empatou.

Aos 5′, após um cruzamento do lateral-direito Mayke, o atacante Wesley pegou uma bola de primeira, no alto, e ela passou raspando o gol defendido pelo Avaí.

Em uma resposta ao gol e à pressão, em seguida, aos 12′, o lateral Kevin bateu uma falta na entrada da área e obrigou a defesa de Weverton. Três minutos depois, Navarro perdeu um gol de frente para Vladimir, ao chutar sozinho, por cima. No entanto, corretamente, o bandeirinha havia marcado impedimento.

Aos 20′, depois de uma jogada individual de Wesley, pela ponta esquerda, o camisa 11 finalizou cruzado para a área e o atacante Rony, que havia entrado no lugar de Breno Lopes, completou para o gol, virando a partida em favor do Verdão, no estádio da Ressacada.

Aos 27′, o Avaí conseguiu o empate em uma bola parada. O meia Jean Pyerre, que entrou no segundo tempo, cobrou uma falta sem chances para a defesa de Weverton, que assistiu a bola bater na trave e balançar às redes em favor do Leão.

Depois da igualdade conquistada no segundo tempo, os dois times pouco conseguiram produzir para vencer o jogo e acabaram no estádio da Ressacada sem ter uma equipe vencedora e com o Verdão chegando aos 29 pontos.

O Palmeiras ainda tentou o gol da vitória, com Rony, de cabeça. Mas parou em Vladimir, que fez bela defesa.

FICHA TÉCNICA
Avaí 2 x 2 Palmeiras
Local: Ressacada, Santa Catarina (SC)
Data e hora: domingo (26/6), às 16h
Público e Renda: 15.233 / R$ 819.619,00
Árbitro: ​Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: ​Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
Quarto árbitro: ​Edson da Silva (SC​)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Luan, aos 4′ 1º/T (Palmeiras); Willian Pottker, aos 17′ 1º/T, Cortez, aos 45′ 1º/T, Bressan, aos 2′ 2º/T e Arthur Chaves, aos 3′ 2º/T (Avaí)

Gols: Bissoli, de pênalti, aos 52′ 1º/T e Jean Pyerre, aos 27′ 2º/T (Avaí); Gustavo Scarpa, de pênalti, aos 2′ 2º/T e Rony, aos 20′ 2º/T (Palmeiras)

AVAÍ: Vladimir; Kevin, Arthur Chaves, Bressan e Cortez; Raniele (Lucas Ventura), Bruno Silva e Eduardo (Jean Pyerre); Willian Pottker, Muriqui (Morato) e Bissoli (Jean Cléber). Técnico: Eduardo Barroca.

PALMEIRAS: ​Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Mayke; Jorge, Gabriel Menino (Atuesta), Zé Rafael, Wesley (Dudu) e Gustavo Scarpa (Raphael Veiga); Breno Lopes (Rony) e Navarro (Gabriel Veron). Técnico: Abel Ferreira.