As chuvas que caem intensamente na Paraíba causaram vários transtornos no Estado. Ruas alagadas, inundações, quedas de árvore, postos e barreiras, foram alguns dos incidentes ocorridos em decorrência das fortes precipitações.

Os maiores estragos forram registrados nas regiões do Brejo e Litoral paraibano. Houve deslizamentos de barreiras, quedas de árvores, pontos de alagamentos e transbordamento de rios em diversos pontos de municípios das regiões citadas.

Os problemas foram registrados nas cidades de Arara, Areia, Bananeiras, Cuitegi, Jacaraú, João Pessoa e Pilõezinhos. O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu, na quinta-feira, um alerta amarelo de acumulado de chuvas para João Pessoa e mais 101 municípios paraibanos, no qual havia a expectativa de chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros em um dia, inclusive podendo acontecer pequenos deslizamentos nos municípios sob aviso;

De acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), os maiores acumulados de chuva ocorridos na quinta (7) foram nos municípios de Marcação, com 69,5 milímetros; Mataraca, 69,2 milímetros; João Pessoa, 66,2 milímetros; e Pedro Régis, 65,6 milímetros.

Em João ´Pessoa foram registradas fortes chuvas e pontos de João Pessoa registraram alagamentos e deslizamentos de barreiras. Na BR-230, na altura do bairro Castelo Branco, dois trechos de uma das barreiras da encosta da rodovia federal cederam. A rodovia estava sinalizada nos pontos onde houve o deslizamento.

No município de Cuitegi, no Brejo do estado, o rio que carrega o nome da cidade recebeu carga de água significativa e transbordou. Devido a cheia do rio, duas comunidades ficaram isoladas, sendo elas as comunidades de Gameleira e Serra de Mucunã.

De acordo com moradores, o rio segue tendo o nível das águas subindo e, desde sábado (2), as duas comunidades estão sem energia elétrica devido aos transtornos causados pelas chuvas.

Na zona rural do município de Jacaraú, no Litoral Norte do estado, a ponte entre os sítios Formosa e Pirarí ficou completamente coberta pelas águas do rio Pirarí e as comunidades ficaram isoladas. Segundo a Prefeitura de Jacaraú, entre o sábado e a quinta, foi registrado um acumulado de 250 milímetros de chuvas que caíram sobre o município.

Em Pilõezinhos, no Brejo paraibano, foi registrada a queda de árvores na PB-075 e, com isso, a entrada da cidade ficou interditada. Ainda foi registrada a queda de energia elétrica em alguns trechos entre a cidade e o município de Guarabira, vizinho a Pilõezinhos.

Por conta das chuvas, deslizamentos de encostas foram registrados em vários pontos das estradas que ligam o município de Areia a Pilões, Remígio e Alagoa Grande, municípios da região do Brejo da Paraíba. As vias ficaram obstruídas por conta dos transtornos ocasionados pelas chuvas.

Em Bananeiras, cidade que também fica localizada no Brejo do Estado, foram registradas fortes chuvas que causaram deslizamentos de barreiras em alguns pontos do município. Em alguns trechos, onde moradores residem próximo à encostas, foi necessária a retirada desses moradores devido ao alto perigo de deslizamento de barreiras sobre essas residências.

Em Arara, no Curimataú paraibano, uma estrada foi tomada pelas águas e moradores da Rua Verde ficaram ilhados. No local há uma passagem perene, e, devido à alta carga de chuvas que caiu sobre a cidade, o trecho foi transformado em um rio. A previsão é de mais chuvas para as próximas horas na Paraíba