A UE (União Europeia) congelou 13,8 bilhões de euros em ativos de oligarcas, entidades e indivíduos russos desde o início da guerra na Ucrânia. A informação foi anunciada pelo comissário de Justiça da UE, Didier Reyders, nesta 3ª feira (12.jul.2022) e divulgada pela agência Reuters.

“Temos fundos congelados vindos de oligarcas e outras entidades no valor de 13,8 bilhões de euros, é bastante grande”, disse o comissário a jornalistas.

O valor bloqueado corresponde ao dinheiro mantido em contas bancárias assim como valores estimados de iates e imóveis apreendidos. Os ativos congelados do Banco Central russo, que a Comissão diz passar de 24 bilhões de euros, não estão incluso no valor congelado pela UE.

Reynders afirmou que os bloqueios vêm de 5 dos 27 integrantes do bloco e pediu aos outros que intensifiquem as sanções contra o país. Cerca de 98 entidades e 1.160 indivíduos russos estão na lista negra dos países.

O funcionário não informou quais foram os países que aplicaram sanções contra a Rússia.

 

Poder 360