Tirullipa usou as redes sociais para fazer um desabafo depois de ver a polícia apreender parte dos bens em sua casa. O humorista foi intimado a prestar depoimento sobre a empresa Betzord, do ramo de jogos e ações esportivas on-line, e para a qual ele prestou um serviço, em campanha publicitária, em 2021.

A influenciadora digital, DJ e advogada Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin — e que, no ano passado, também fez um trabalho pontual para a empresa, acusada por crime contra a economia popular e associação criminosa —, foi igualmente ouvida pela polícia. Ela teve joias e um carro de luxo apreendido em casa.

Por meio de vídeo publicado nos Stories do Instagram, Tirullipa ressaltou que não possui qualquer vínculo com a empresa investigada. “Tenho 26 anos de carreira, e eu não duraria tantos anos se eu não usasse com a verdade e com a honestidade. O que estão fazendo comigo é uma covardia muito grande. É fake news essa notícia de que tenho envolvimento com alguma coisa criminosa. Jamais! E nunca irei me envolver”, esclareceu o comediante.

“Não tenho relacionamento com essa empresa. Quase um ano depois de eu ter feito esse job pontual, a polícia descobriu algumas coisas sobre essa empresa e veio atrás dos influenciadores que já prestaram serviço para essa empresa”, acrescentou ele, reforçando que possui “vínculo zero” com a firma.

Tirullipa contou, no mesmo post, que os policiais já devolveram grande parte dos bens que foram apreendidos para inquérito. “Estou à disposição da Justiça. Eles sabem de tudo meu, e graças a Deus pago meus impostos direitinho, trabalho muito e vendo alegria”, disse o humorista, agradecendo o apoio de fãs e amigos.

Fonte: ClickPB