O presidente do MDB de João Pessoa, Mikika Leitão, disse nesta quinta-feira (21) que a definição do vice para Veneziano Vital do Rêgo (MDB) deve acontecer até o próximo dia 5 de agosto, data limite das convenções partidárias, mas descartou a obrigatoriedade da escolha ser tomada pela lista apresentada pelo PT ao partido emedebista.

“O vice, dia 5, já está tudo certo. Veneziano, um grande articulador, tem demonstrado que está tudo certo de maneira que dia 5 vai vir a surpresa com a chapa já com vice. Está tudo encaminhado. Pode, sim. Não é obrigado a ser do PT, não. Pode haver uma surpresa, mas está tudo caminhado na paz. Graças à Deus”, disse em entrevista à rádio Arapuan FM.

Os nomes indicados pelo PT para vice de Veneziano foram: Maria Luiza Alencar Feitosa, professora universitária e militante de direitos humanos; Márcia Lucena, ex-prefeito de Conde; Lenildo Morais, ex-prefeito de Patos; e Antônio Barbosa Filho, advogado e presidente do PT de João Pessoa.

A fala do dirigente municipal acontece após o presidente estadual do PT, Jackson Macêdo, afirmar que não aceitará que o MDB faça uma escolha para vice fora da lista apresentada pelo partido aliado.

No entanto, o vereador de João Pessoa e pré-candidato a deputado federal destacou a articulação que Veneziano vem fazendo para a escolha do vice, que reina um clima de paz entre a base e que tudo estará acertado até a visita de Lula à Paraíba, no próximo dia 4 de agosto. “Estamos todos na paz e felizes e quando Lula chegar no dia 4 a chapa vai estar fechada”, garantiu.

WSCOM