Uma “onda de extremo calor” afeta milhões de americanos durante o fim de semana, com um incêndio florestal na Califórnia e temperaturas recordes registradas no centro e no nordeste dos Estados Unidos.

“O calor extremo continuará no centro dos Estados Unidos e se estenderá no nordeste esse final de semana, e espera-se que hoje 23 e domingo 24 temperaturas recordes sejam alcançadas em toda a região”, disse o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS).

Segundo o NWS, as altas temperaturas estimularão a ameaça de “eventos climáticos violentos” como chuva de granizo, ventos e tornados ao norte do centro-oeste.

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

A sufocante onda de calor, que mostra a ameaça representada pelo aquecimento global, foi sentida especialmente em Washington, onde a temperatura máxima chegou a 38ºC. A média de Nova York foi 35ºC.

As temperaturas também podem chegar aos 43ºC em regiões do oeste de Utah, sul do Arizona e no nordeste dos Estados Unidos, de acordo com o NWS.

Boston pode chegar a 37ºC no domingo. A prefeita Michelle Wu declarou o “estado de emergência de calor”, com zonas municipais de refrigeração aberta e piscinas abertas por mais tempo.

O calor eleva o risco de incêndios. No oeste, um incêndio florestal nomeado “Oak” eclodiu na sexta-feira (22) no condado de Mariposa, próximo ao Parque Nacional de Yosemite.

Abrangendo mais de 2.500 hectares, o incêndio Oak destruiu 10 propriedades e danificou outras cinco. Segundo as autoridades florestais, o fogo ainda não tinha sido controlado na manhã deste sábado.

Foram registradas várias ondas de calor em todo mundo neste ano, como em julho na Europa Ocidental e na Índia nos meses de março e abril. O aumento de temperatura é um claro sinal de mudança climática, segundo os cientistas.

Em junho de 2021, uma “cúpula de calor” descomunal e intensa causou estragos em toda a costa oeste dos Estados Unidos e Canadá, matando mais de 500 pessoas e provocando incêndios florestais massivos, com temperaturas próximas de 50ºC.

Carta Capital