O ex-presidente Lula (PT) discursou, nesta terça-feira (2), em ato político realizado na cidade de Campina Grande. Essa é a primeira vez que o candidato a presidente da República em 2022 pisa em solo paraibano, o único estado que faltava na região Nordeste.

Lula foi o último a falar no ato político, intitulado “Vamos Juntos Pelo Brasil”, que contou com as presenças de Lindbergh Farias (PT), Randolfe Rodrigues (Rede) e Gleisi Hoffmann (PT). Em especial, com Ricardo Coutinho (PT), pré-candidato a senador, e Veneziano Vital (MDB), pré-candidato a governador.

Entre os tópicos abordados pelo ex-presidente, o principal foi contra o atual presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL). Lula questionou as decisões do Chefe do Executivo Federal e fez promessas à população paraibana e de todo o Brasil.

“Ninguém aqui vai derreter porque não é feita de açúcar. A gente vai ter que se molhar para ganhar essa parada que é muito difícil. Nós não estamos disputando uma eleição comum. Nós estamos disputando contra o fascismo, contra os miliciano e contra pessoas que não tem sentimento e que não tem amor e que não choraram uma única lágrima por quase 700 mil pessoas que morreram por conta do Covid-19”

“Esse casamento que eu quero fazer com o povo brasileiro: nós vamos recuperar esse país. Eu quero dedicar quatro anos da minha vida, não tem hora, não tem dia, não tem noite, não tem chuva. Nós vamos provar que um torneiro mecânico é capaz de consertar o país que os doutores destruíram nesse país”, concluiu.

Leonardo Abrantes – MaisPB