O candidato a vice na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Geraldo Alckmin (PSB), foi cobrado por um dos oradores de um ato de campanha nesta 4ª feira (17.ago.2022).

Lula e Alckmin participaram de encontro com micro e pequenos empresários. Representantes do setor discursaram.

O chefe de cozinha Edson Leite, fundador do projeto Gastronomia Periférica, mencionou, em sua fala, reivindicação que fazia na época que Alckmin era governador de São Paulo e tucano.

Edson Leite disse o seguinte:

“Enquanto a gente não tiver secretaria da alimentação, ministério da alimentação e voltados à formação profissional e qualificação dentro de escolas… inclusive com assistentes sociais, seu ex-governador, né? Dentro das escolas, com psicólogos dentro das escolas. Essa proposta era nossa quando o senhor estava no governo também lá. Sou formado em serviço social, sou assistente social também, para estarem lá nessa provocação.”

Depois, em outro discurso, Alckmin foi elogiado. O professor de economia da USP Paulo Feldmann disse o seguinte:

“Estou há 24 anos no PT, entrei no PT em 1998, na campanha da Marta. Mas antes disso trabalhei com o governador Alckmin e posso garantir a vocês que, se eu tenho que citar um exemplo de pessoa digna, essa pessoa é o Geraldo Alckmin. É o meu melhor exemplo de dignidade e integridade.”

A aliança com Alckmin foi o principal movimento de Lula para expandir sua candidatura para além da esquerda. Ambos foram adversários ao longo dos anos 2000 e 2010.

O ex-governador deixou o PSDB em 2021, depois de 33 anos filiado ao partido. Entrou no PSB no início de 2022 para poder formalizar a chapa com Lula.

A campanha eleitoral começou oficialmente na 3ª feira (17.ago.2022). O 1º turno é em 2 de outubro.

 

PODER 360