Adriano Trajano (no meio na foto), é candidato do PCO a governador da Paraíba. (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O candidato a governador, Adriano Trajano (PCO), foi intimado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) após apresentar plano de governo que é uma cópia das diretrizes e ideias nacionais do seu partido, segundo apontado pelo Tribunal.

Na intimação, a Secretaria Judiciária da Informação do TRE-PB aponta irregularidades como o problema nas propostas de governo. “O documento (ID 15799187) não parece caracterizar efetivamente proposta para o Governo do Estado da Paraíba, senão ideais ou diretrizes nacionais do Partido”.

Entre as propostas de governo apresentadas por Adriano Trajano estão o fim do teto de gastos  e da Lei de Responsabilidade Fiscal, unificar trabalhadores das estatais para barrar com greves e ocupações as privatizações, cancelar as privatizações, nacionalizar o petróleo e e tornar a Petrobras 100% estatal, sob controle dos trabalhadores, cancelamento da “reforma” trabalhista, retorno e ampliação de toda a legislação de proteção dos trabalhadores, por uma Assembleia Nacional Constituinte convocada sobre a base da mobilização popular e cancelar as concessões  da Rede Globo e de outros veículos de comunicação.

Além de irregularidades com a cópia do plano de governo, conforme apurou o ClickPB, Adriano Trajano é cobrado a apresentar certidões criminais, prova de alfabetização e quitação eleitoral ao Tribunal Regional Eleitoral para o deferimento de sua candidatura.

.

ClickPB