Vamos fazer uma análise das duas pesquisas publicadas para a sucessão do cargo de governador da Paraíba, nas Eleições 2022. Primeiro, sobre o candidato João Azevêdo, que está na frente. Ele aparece na pesquisa da DataVox com 28,6% e na da Real Time Big Data com 29%.

Já deve, certamente, ter acendido um sinal de alerta no Comitê de João Azevêdo. Afinal, ele já teve, no DataVox, lá em fevereiro, 40 pontos. E ele continua, por agora, entre 28 e 31. É o que diz os seus assessores.

É pouco para quem está no poder e para quem tem um grande esquema de apoio. Obviamente que o governador sabe que o suporte que tem dos grandes esquemas, dos partidos e dos prefeitos vai crescer quando a campanha se acirrar. Mas é bom ter cuidado. Ele tem que fazer mudanças urgentes na sua forma de fazer campanha. João, inclusive, tem feito isso. O trabalho em suas redes sociais já é uma demonstração de que ele está dialogando com o público mais jovem.

Ainda sobre os números do candidato à reeleição, é bom frisar que ele enfrenta três candidatos de oposição em pé de igualdade, com grande força. Qualquer um dos três podem ir para o segundo turno com ele. E existe até mesmo a hipótese de “roubarem” uma vaga dele no segundo turno, que é improvável.

E os três candidatos de oposição? O que a gente pode dizer com essas pesquisas? Alguém está se credenciando ao segundo turno?

Pedro Cunha Lima, por exemplo, tem 16,5% na DataVox e 14% na Real Time Big Data. Nem desce e nem sobe. Já Nilvan Ferreira, contrariamente, vem crescendo e pegando carona no foguete de Bolsonaro. Ele vai continuar nessa crescente para ir ao segundo turno? Vamos esperar.

Outro que vem crescendo é Veneziano Vital do Rêgo. Lá em fevereiro, na DataVox, ele tinha 6,6%. Esse número já dobrou. É um dos que mais cresceu, se nivelando a Pedro e encostando em Nilvan.

Eu diria que está em aberto o segundo colocado na sucessão aqui da Paraíba. Pode dar Pedro, Veneziano ou Nilvan. Eu aposto que quem tem mais chances é Veneziano e Nilvan. Pedro está estabilizado. E tem também volume de campanha de seus concorrentes à segunda vaga, que a gente tem percebido.

É bom frisar que nós temos 20% de indecisos e 10%, em média, que ainda não querem palpitar voto em um ou outro. É um campo onde os candidatos vão agir fortemente.

Quem tem vaga no segundo turno com o governador João Azevêdo? Veneziano e Nilvan estão crescendo. Pedro, como já dito, estagnou. Segunda-feira teremos uma nova pesquisa, a do Ipec. E aí nós vamos poder avaliar que vantagem ou desvantagem tem cada um na segunda semana da campanha eleitoral.

Por Gutemberg Cardoso