Foi liberado o pai da jovem de 20 anos que morreu na noite do último sábado (20) após ser agredida por ele dentro de casa, em Uiraúna, Sertão da Paraíba. Ele prestou depoimento ontem na delegacia do município de Cajazeiras.

O suspeito declarou ao delegado que empurrou a filha, Michelle Macena de Andrade Nascimento, durante uma discussão, mas não recorda se ela caiu ou bateu a cabeça.

A jovem de 20 anos morreu no Hospital Regional de Sousa com hemorragia intracraniana. A suspeita é de ela teria levado um soco do pai.

O delegado Ilamilto Simplício, segundo o g1, afirmou que o pai negou ter dado um murro na filha. Em depoimento, o homem disse que teria empurrado Michelle, na região da cabeça, com o punho fechado. A situação aconteceu durante uma discussão entre a jovem e o irmão dela de 9 anos.

O homem ainda disse que não recorda se Michelle chegou a cair ou a bater a cabeça na parede. Segundo ele, o relacionamento dos dois era “normal”. Contudo, uma prima da jovem disse em depoimento que ela relatava ter problemas de relacionamento com o pai.

O caso segue em investigação.

 

WSCOM