O consumidor paraibano deve pagar mais caro pelo gás a partir da próxima segunda-feira (5). A informação foi confirmada pelo presidente do Sindicato de Revendedores de Gás GLP (Sinregás-PB), Marcos Antônio Bezerra, nesta quarta-feira (1). De acordo com as declarações de Marcos, a estimativa é que o reajuste seja de 7% a 8%.

O presidente do órgão explicou que esse reajuste não foi repassado pela Petrobras, mas é referente ao dissídio coletivo da categoria, que tem base em aumento do salários de funcionários e custos operacionais das distribuidoras. Ele lembrou que isso ocorre todos os anos no mês de setembro.

De acordo com a última pesquisa do Procon-JP, divulgada em 18 de agosto, o preço do gás de cozinha na capital paraibana, sem o novo reajuste, varia entre R$ 95 e R$ 125.

 

T5