O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) deferiu o Demonstrativo de Atos Partidários (DRAP) da candidatura da coligação “A Paraíba tem pressa de ser feliz” para os cargos de senador e suplentes. A coligação composta pelo MDB e pela Federação Brasil da Esperança (PT/PCdoB/PV) lançou candidatura de Ricardo Coutinho (PT) para o Senado.

A decisão foi tomada em sessão na tarde desta sexta-feira (02) com parecer da Procuradoria Regional eleitoral pelo deferimento do pedido. O parecer da procuradora Regional Eleitoral Acácia Suassuna ressalta que o Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (DRAP) apresentado pela coligação “está regular e não apresenta falha, omissão ou ausência de documentos necessários à instrução do pedido”.

O relator da matéria, o juiz José Ferreira Ramos Junior, votou pela regularidade do DRAP e declarou, em seu voto, a habilitação da coligação “para concorrer as eleições majoritárias para o cargo de senador e suplentes no pleito de 2022”.

Apesar do deferimento do DRAP, a Justiça eleitoral ainda irá analisar o registro de candidatura de Ricardo Coutinho, que conta com um pedido de impugnação do Ministério Público eleitoral.

Por Camila Bezerra/Click