Crime ocorreu no final da tarde da última sexta-feira (2), no bairro do Mutirão. (Foto: Reprodução/TV Tambaú)

Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (6), imagens do assassinato do cabo da Polícia Militar (PM) Hélio Vieira, morto durante uma briga com o vizinho em Bayeux, na Grande João Pessoa. O homem apontado como o atirador segue preso. (Veja as imagens no fim da matéria)

O crime ocorreu no final da tarde da última sexta-feira (2), no bairro do Mutirão. De acordo com testemunhas, o crime ocorreu quando um parente do policial manobrava um caminhão e acabou danificando o toldo de uma barbearia. Iniciou-se uma discussão entre o dono da barbearia e o sogro do PM.

O sogro então chamou o policial para tentar resolver a situação e a discussão teria ficado mais acalorada. Foi então que o dono da barbearia sacou uma arma e atirou contra o policial.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas apenas constatou o óbito. A vítima era da ativa e lotado no Primeiro Batalhão de Polícia Militar. Ele tinha recebido uma promoção na tarde desta quinta-feira (1º).

Após o crime, o atirador pegou a arma do policial e entrou em sua casa. A PM chegou e efetuou a prisão dele, como também a apreensão da arma. Ele foi encaminhado à Central de Polícia de João Pessoa, no bairro do Geisel.

Há suspeita de que a arma utilizada no crime era própria do vizinho e que ele teria CAC de armas (espécie de licença para caçadores, colecionadores e atiradores). Essa é uma Concessão de Certificado de Registro para pessoa física poder realizar atividades de colecionamento de armas de fogo, tiro desportivo e caça.

 

T5