A Justiça Eleitoral da Paraíba autorizou, por meio de decisão divulgada na noite dessa segunda-feira (5), a divulgação da pesquisa eleitoral contratada e realizada pelo Instituto Veritá para governador e senador na Paraíba, que havia tido sua divulgação suspensa a pedido do candidato a governador Pedro Cunha Lima (PSDB).

O resultado do levantamento havia sido suspenso no último sábado (3), data prevista para a sua divulgação, após a coligação encabeçada por Pedro alegar que a pesquisa, registrada sob o número PB-09552/2022, fazia perguntas com relação as eleições para presidente da República, quando a mesma indicava que seriam feitas perguntas aos entrevistados apenas sobre os cargos de governador e senador.

Já na decisão dessa segunda-feira, a desembargadora Maria de Fátima Moraes Bezerra Cavalcante acolheu o pedido do próprio Instituto, que alegou que a mesma pesquisa foi registrada com os números PB-0955/2022 e BR-09061/2022, sendo a primeira para avaliar os cargos de governador e senador e a segunda para presidente, afirmando que a mesma está regular quanto ao questionário.

“Assim, limitando-se tão somente ao exame da suspensão da pesquisa aos cargos de Governador e Senador da Paraíba, nas Eleições 2022, defiro parcialmente a liminar requerida, com amparo no inciso XVIII do art. 48 do Regimento Interno do TRE-PB, para autorizar a divulgação da pesquisa no tocante às intenções de voto para os referidos cargos”, diz trecho da decisão.

Com a decisão, o resultado da pesquisa deve ser veiculado pelo instituto nas próximas horas. Clique aqui e confira a decisão na íntegra.

 

Polêmica Paraíba