Na tarde desta sexta-feira (9) aconteceu o julgamento do ex-governador e candidato ao Senado, Ricardo Coutinho. O processo tem parecer contrário ao deferimento do registro e o MPE baseou-se na decisão do TSE que o tornou inelegível por oito anos. A decisão final foi pela negação da candidatura de Ricardo por unanimidade e pela impugnação do registro.

Curioso é que a última pesquisa do Real Big Data, entre os dias 20 e 22 de agosto, mostrou um possível cenário ao Senado sem Ricardo Coutinho (PT) na disputa, deixando o candidato Efraim Filho (União Brasil) em primeiro lugar com 22% das intenções de voto, seguido por Bruno Roberto (PL) com 9%, Pollyanna (PSB) com 6%, Sérgio Queiroz (PRTB) com 5%, André Ribeiro (PDT) e Alexandre Soares (PSOL) empatados com 2% cada e Manoel Messias (PCO) com 1%. Ou seja, Efraim Filho continua sendo o nome favorito dos paraibanos. Na época, brancos e nulos somaram 25% e cerca de 28% das pessoas não souberam ou não responderam.

Independente da decisão que a justiça tiver a respeito da candidatura de Ricardo Coutinho, Efraim Filho, que é ficha limpa, se mantém otimista com a sua trajetória durante a campanha e afirma: ” Recebo com humildade o resultado. Nosso ritmo de trabalho continuará o mesmo, obstinado e incansável. Estou confiante que ganharemos no voto”.

A pesquisa do Real Big Data de agosto foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº PB-03455/2022.