O estudo encontrou 50 espécies nunca antes sido vistas nas águas do Brasil e outras oito são inéditas no mundo Imagem: UFRPE/Divulgação

Cientistas da UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco), UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) e da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) descobriram cerca de 200 espécies de peixes habitando as águas profundas da costa brasileira.

Dessas, 50 nunca haviam sido vistas nas águas do Brasil e outras oito são inéditas no mundo. O estudo, realizado entre 200 e 1.100 metros de profundidade, registrou uma surpreendente diversidade de tamanhos, formas, e características peculiares de organismos que vivem em zonas profundas.

Uol