Reprodução

Marcelo Cavalcanti, superintendente da Sudema (Superintendência de Administração do Meio Ambiente da Paraíba) comentou nesta terça-feira (20) sobre a ‘Operação Licença’, deflagrada nesta manhã pelo Gaeco e que investiga servidores da Autarquia. Ele disse que os servidores alvo dos mandados de busca e apreensão foram afastados.

“Já tomamos a medida de afastá-los, já não têm acesso ao sistema e vamos apurar, ver o resultado da investigação”, declarou.

Cavalcanti apontou que “não tem ninguém da diretoria, aqui são quatro alvos, servidores, e tem despachantes também. Não tenho nomes porque está sem sigilo, não tenho detalhes de como ocorria, isso está com o Ministério Público”, disse.

O órgão do Governo tem participado das investigações e contribuído com as autoridades, disse Marcelo.

“A investigação desde o início a Sudema vem contribuindo. O Governo do Estado não concorda com desvio de conduta de nenhum servidor. Pelo que eu sei, até agora, foi apenas busca e apreensão de alguns alvos e sempre que ocorrer algum fato dessa natureza, nós vamos investigar, apurar para esclarecer”, destacou.

 

WSCOM