Divulgação

Após o segundo suplente Isaac Venerando deixar a chapa e desistir da candidatura, o candidato a senador Bruno Roberto disse que “quem tem que apresentar as razões é, naturalmente, isso é o normal que se espera, são aqueles que mudaram de opinião”. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta quarta-feira (21), Bruno afirmou que foi surpreendido com a súbita mudança de posicionamento do Isaac.”

“Eu desconheço qualquer tipo de razão ou motivação que possa justificar essa guinada que ele adotou. Eu só posso responder por Bruno Roberto e Bruno Roberto jamais se flexibilizará, na sua caminhada, naquilo que diz respeito aos princípios cristãos, preservação da sua integridade, do seu caráter. Eu, rigorosamente, comecei essa campanha adotando uma posição e, invariavelmente, vou terminar com essa posição, atendendo ao chamamento do presidente Bolsonaro, pregando a defesa dos princípios cristãos, da família, da vida, da liberdade”, declarou o candidato a senador, ao Arapuan Verdade, conforme apurou o ClickPB.

Ainda segundo Bruno Roberto, “quem tem que apresentar as razões é, naturalmente, isso é o normal que se espera, são aqueles que mudaram de opinião. Essas alegações genéricas não atendem ao critério da razoabilidade. Afirmar que não estava tendo os pleitos atendidos é muito vago. Se há algum tipo de angústia, eu desconheço. Agora o que não pode haver são alegações genéricas para justificar esse tipo de comportamento.”

Sobre a possibilidade de substituição do segundo suplente, Bruno relatou que “em termos jurídicos, eu creio que não cabe mais nenhum tipo de alteração na chapa. Aí, historicamente, eu não sei como se posicionam nesse aspecto. Mas não é o primeiro instante em que há algum tipo de dissidência entre o candidato a senador e seus suplentes. O importante é que eu mantenho a serenidade, juntamente com meu primeiro suplente, que é um sujeito leal, que é o Tércio Arnaud, um jovem competente aliado do presidente Bolsonaro e que vai comigo até o final.”

Questionado pelo repórter Fernando Braz, da rádio Arapuan, se perdoa Isaac Venerando, Bruno Roberto disse não carregar mágoa. “Eu pratico o perdão como cristão. Eu não carrego mágoa, raiva, ódio contra absolutamente ninguém, nem destino essa natureza de sentimentos para quem quer que seja. Cada um tem que fazer sua autocrítica.”

 

ClickPB