O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibilizou o sistema que mostrará a totalização dos votos, no domingo (2). Nele, os nomes de Ricardo Coutinho (PT) e Manoel Messias (PCO), candidatos a senador da Paraíba, além do candidato a governador, Adriano Trajano (PCO), já aparecem com a observação de votos anulados sub judice.

Os registros de candidaturas dos três candidatos foram indeferidos pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) e, portanto, estão concorrendo ainda, mas sub judice, termo que mostra que aos candidatos cabe o direito de recorrer contra a decisão, embora isso não garanta a sua eleição.

Ricardo Coutinho está inelegível até 5 de outubro de 2022, então busca reverter a decisão do TSE, que o tornou inelegível por abuso de poder econômico nas Eleições 2014. Com recursos no STF e TSE, o ex-governador já teve pareceres da Procuradoria Regional Eleitoral, do TRE-PB e de órgãos eleitorais em Brasília pela rejeição ao deferimento de sua candidatura. Mesmo assim, continua tentando.

Adriano Trajano recorreu ao TRE-PB pelo deferimento, mas o relator de seu recurso destacou que ele não consegue emitir certidão de quitação eleitoral, pois tem situação de contas não prestadas, referentes ao período em que disputou o cargo de vereador de Campina Grande. Manoel Messias também enfrenta o indeferimento pelo TRE-PB.

Lucas Isídio/Click