Economia, Moeda Real,Dinheiro, Calculadora

A dívida pública –que inclui os débitos do governo no Brasil e no exterior– fechou em R$ 5,78 trilhões em agosto. O valor representa uma queda nominal –sem considerar a inflação– de 0,4% em relação a julho.

Os dados foram divulgados nesta 4ª feira (28.set.2022) pelo Tesouro Nacional. Eis a íntegra do relatório (1 MB).

A dívida pública é emitida pelo Tesouro Nacional para financiar o deficit orçamentário do governo, ou seja, para cobrir as despesas que superam a arrecadação com impostos, contribuições e outras receitas. É vista como uma das principais referências para a avaliação da capacidade de pagamento do país pelas agências globais que avaliam grau de investimento.

Agosto foi marcado pela melhora do mercado externo, com dados econômicos mostrando a inflação mais contida nos Estados Unidos, o que impulsionou o apetite por ativos emergentes. No mês, a curva de juros local perdeu nível e inclinação refletindo expectativas de fim do ciclo de aperto monetário no Brasil e alívio nas pressões inflacionárias. O CDS Brasil (que mede o risco-país) alcançou o valor de 263 pontos-base em 31 de agosto.

A reserva de liquidez reduziu 2,69% em termos nominais, passando para R$ 1,17 trilhão em agosto.

Assista à apresentação dos dados:

 

Poder 360