Duas mulheres transexuais foram alvos de tiros nesta quarta-feira (28), às margens da BR-230, no município de Caldas Brandão, na Paraíba. Elas caminhavam, no distrito de Cajá, quando um veículo passou e os ocupantes atiraram. Uma delas foi atingida e morreu ainda no local.

O delegado Felipe Castelar deu alguns detalhes iniciais acerca do crime. “Estavam andando pela rodovia quando outras pessoas em um veículo passaram e efetuaram disparos de arma de fogo. As vítimas eram duas pessoas transexuais, uma delas morreu e a outra sobreviveu”, disse.

De acordo com as informações levantadas pelo delegado com a sobrevivente do ataque, elas são de João Pessoa e passaram uns dias no distrito de Cajá, onde se envolveram em um desentendimento.

“Elas estavam em uma residência no distrito do Cajá passando a semana e retornavam para João Pessoa. Nesse intervalo, dessa semana em que estavam no Cajá, tiveram uma discussão com algumas pessoas da região. A sobrevivente acredita que essas pessoas podem ter efetuado os disparos”, disse.

Apesar do depoimento colhido, o delegado afirmou que tudo ainda é muito preliminar e deve intensificar as investigações.

“Estamos no início ainda, coletando as primeiras informações. Ainda vou formalizar a oitiva da vítima sobrevivente para detalhar essas informações e prosseguir no trabalho investigativo de apuração desse homicídio”, finalizou.

t5